Água

Para abastecer a nossa cidade, o SAMAE depende do represamento de arroios que formam pequenos lagos de onde a água é captada e bombeada para as estações de tratamento. Lá, ocorrem diversos processos físicos e químicos capazes de transformar a água bruta em água própria para o consumo, segundo padrões legais de potabilidade. Após tornar-se potável, essa água é armazenada em reservatórios para, em seguida, ser levada à residência do consumidor por meio de um complexo sistema de tubulações formado por adutoras, subadutoras e distribuidoras. Por fim, é feita a instalação do ramal predial, o que possibilita que a água chegue nas casas, com qualidade e por um preço justo.
 
ETAPAS PARA O TRATAMENTO DA ÁGUA

Depois de captada e levada à Estação de Tratamento, a água passa por seis diferentes etapas até tornar-se potável. São estes os processos que garantem a qualidade da água consumida pela sua família:

COAGULAÇÃO: Nessa etapa inicial ocorre a adição de sulfato de alumínio, um produto químico que possibilitará a união das partículas sólidas em suspensão na água; 
FLOCULAÇÃO: Aqui, as partículas sólidas unem-se em flocos maiores, o que facilitará o processo seguinte; 
DECANTAÇÃO: Depois de se agruparem em flocos maiores, ocorre o acúmulo destes flocos no fundo do decantador. É nesta fase que se inicia a coleta superficial da água; 
FILTRAÇÃO: Como o próprio nome já diz, nesta etapa a água passa por filtros compostos por camadas de antracito, areia e pedras de diversos tamanhos. É aqui que as pequenas impurezas ficam contidas;
DESINFECÇÃO: Quase no fim do processo é feita a aplicação de cloro gás, hipoclorito de sódio ou outro produto adequado para a eliminação de microrganismos causadores de doenças;
FLUORETAÇÃO: Por último também é aplicado flúor para a prevenção de cáries. 
 

AS ESTAÇÕES DE TRATAMENTO DE ÁGUA (ETA) DE CAXIAS DO SUL


ETA BORGES DE MEDEIROS: Inaugurada em 1928, a Estação de Tratamento de Água Borges de Medeiros leva água aos bairros Centro, Universitário, Madureira e à parte Sul do Jardim América. A ETA tem capacidade para tratar até 100 litros por segundo. 

ETA Borges de Medeiros. Caxias do Sul – RS. Autoria: Andréia Copini. Acervo: SAMAE.


ETA SAMUARA: Construída para abastecer o Hotel Samuara, ela passou a pertencer à cidade em 1962 e está apta a tratar 45 litros por segundo, abastecendo atualmente 11 mil pessoas dos bairros Forqueta, Samuara e parte Oeste do Desvio Rizzo.

ETA Samuara. Caxias do Sul – RS. Autoria: Andréia Copini. Acervo: SAMAE. 

ETA CELESTE GOBBATO: As obras para a construção da ETA iniciaram-se em 1964. Batizada em homenagem ao Intendente Celeste, a Estação abastece os bairros São José, Santa Catarina, Nossa Senhora de Fátima, Monte Bérico, São Giácomo, Marechal Floriano, Pio X, Santa Fé (exceto regiões do Cânyon e Belo Horizonte), Centenário, Nossa Senhora do Rosário, Nossa Senhora da Saúde, Pôr do Sol e Pioneiro. Apta a tratar até 300 litros por segundo, a ETA Celeste atende 95 mil caxienses.